quarta-feira, 15 de julho de 2009

Educação e Tecnologias Multimédia

“A sociedade humana entrou numa nova fase (...) Surgiu uma nova consciência de que estamos a viver um período de profundas mudanças (...) Avanços em múltiplas áreas da ciência e da tecnologia, (…) novas formas de organização do trabalho e de inter-relacionamento humano prefiguram uma vida totalmente diferente para a nossa espécie “ (Ponte, 1992).
Assim e no que diz respeito às Tecnologias e Multimédia, principalmente na área da educação, é necessário que o professor adopte uma postura inovadora, quer na sala de aula quer na organização do seu trabalho. Cabe a nós, professores, orientarmos o processo ensino e aprendizagem de modo a dar resposta à implementação das TM nas escolas, tendo em atenção que estas contêm instrumentos de apropriação de saberes e de comunicação. Deste modo a melhoria da qualidade do ensino passa, inevitavelmente, pelo aproveitamento das potencialidades das TIC, contribuindo para a satisfação dos objectivos do sistema educativo.
De acordo com o Currículo Nacional de Ensino Básico compete ao professor “ organizar o ensino prevendo a experimentação de técnicas, instrumentos e formas de trabalho diversificadas” (p.17) e “organizar o ensino prevendo a utilização de linguagens de comunicação diversificadas” (p.18), assim como “rentabilizar as potencialidades das tecnologias de informação e comunicação no uso adequado de diferentes linguagens” (p.18).
No que diz respeito à disciplina de Matemática, o professor deve promover no aluno o reconhecimento desta área do saber na tecnologia e nas técnicas. Assim “é importante que os alunos realizem actividades que ajudem a revelar a matemática subjacente às tecnologias criadas pelo Homem” (CNEB, 2001, p.69).
Neste sentido, a escola deve utilizar produtos multimédia para situações de aprendizagem, sendo assim, ensinar com as TIC deverá corresponder a uma rotina educativa global, estruturada e inserida numa ampla estratégia educativa centrada no aluno, tornando-os elementos activos e criativos fornecendo assim uma maior oportunidade de renovar as formas de acesso aos conhecimentos e oferecer novas formas de aprendizagem.
Entendo que a frequência desta unidade curricular, no âmbito do mestrado que frequento, Educação e Tecnologias Multimédia, contribuiu para alcançar de forma significativa e contextualizada os objectivos inicialmente propostos pela docente, nomeadamente, “conhecer os principais programas e iniciativas nacionais no domínio das tecnologias da informação e comunicação na educação, reconhecer as exigências actuais em termos de competências profissionais dos professores neste domínio, caracterizar as principais modalidades de utilização das tecnologias da informação e comunicação na educação, perspectivar utilizações educacionais dos principais serviços de comunicação via Web, perspectivar utilizações educacionais das principais modalidades de publicação de informação na Web e dinamizar ambientes online de aprendizagem” (Gomes, 2009)
No que diz respeito à adopção desta metodologia de avaliação/aprendizagem, com recurso á construção de um blog, como elemento de construção de um portefólio, permitiu-me pôr em prática competências que desejo um dia desenvolver nos meus alunos. Ao longo deste semestre aprendi a lidar com muitas aplicações do mundo da tecnologia e da multimédia, no âmbito da educação, que de um modo organizado, de acordo com os temas abordados na cadeira de ETM e com os meus interesses enquanto professora de Matemática, fui produzindo posts representativos do conhecimento que fui adquirindo. Deste modo considero que este espaço contribuiu para uma avaliação mais autêntica, participada e reflexiva do meu desempenho e desenvolvimento das minhas competências.
Concluo salientando que, com a frequência desta UC a responsabilidade de ser professora assume um novo papel, o de orientar e organizar o processo ensino e aprendizagem de um modo actual, dinâmico e certamente mais interventivo.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Encontro do Plano da Matemática da zona Norte

E O TRABALHO CONTINUA...


Não podia deixar de registar aqui, o meu testemunho sobre um encontro que se realizou no dia 11 de Julho, no Porto, na Fundação Eng. António de Almeida, no âmbito do Plano da Matemática. Com este encontro fez-se um balanço do Plano da Matemática na Região Norte, que juntou docentes e professores acompanhantes (380 pessoas aproximadamente) dos vários Agrupamentos de Escolas/Escolas, de forma a debater as experiências e resultados obtidos pelos vários projectos. Tal debate serviu como ponto de partida para abordar novas experiências e práticas lectivas, bem como iniciativas inovadoras no âmbito do ensino e divulgação da Matemática. Felicito a Doutora Rosa Antónia Ferreira, pela qualidade do evento e pelo dinamismo e empenho com que o promoveu. Congratulo, também, as escolas pela excelente participação, pois os posters estavam todos fantásticos.
Visitem o link ao lado.

O FIM de um longo COMEÇO

Este filme, foi pensado e concebido para apresentar de uma forma agradável, tudo o que foi trabalhado ao longo deste semestre na cadeira de Educação e Tecnologias Multimédia, sob a orientação da docente Doutora Maria João Gomes, a quem agradeço por tudo o que me ensinou.Supostamente devia ser o fim deste blog com o terminar deste ano de mestrado, mas...penso que não. Espero que seja o fim de um longo começo.


sexta-feira, 5 de junho de 2009

Os riscos da Internet

A Internet é um meio de informação de referência, de transacções, de comunicação e um excelente instrumento educativo e recreativo. No entanto a Internet, como qualquer actividade, compreende riscos. Alguns desses riscos são: a exposição de materiais impróprios, abuso físico, legal e financeiro, entre outros. Para além dos riscos o uso abusivo da Internet pode levar a que os seus utilizadores tenham alterações comportamentais que podem conduzir a situações de dependência. Como evitar estes riscos? Através da informação,da educação e da reflexão.É importante que se reflicta sobre estas questões, principalmente quando, nós professores, usamos as Internet para promover actividades realizadas pelas nossas escolas, como por exemplo, a divulgação de imagens com dados referentes à escola, à turma e aos alunos. Procurando informação ,devemos alertar e dialogar com os alunos e encarregados de educação e criar regras de uso da Internet na sala de aula.Na qualidade de educadores e pais devemos utilizar a Internet juntamente com os nossos educandos,evitarmos a colocação da Internet nos quartos, estabelecermos um limite de tempo para a sua utilização e oferecer alternativas a este meio de modo a minimizarmos os riscos do seu uso. Assim a solução não passa por deixarmos de usar a Internet, mas sim por tomarmos consciência dos riscos, estarmos informados de como os prevenir ou minimizar, orientarmos as actividades das crianças e adolescentes na Internet de modo a garantirmos a sua utilização em segurança( Gomes, 2009;http://www.minerva.uevora.pt/internet-segura/)

segunda-feira, 1 de junho de 2009

O Stripcreator e o Wordle



A utilização de certos utilitários, existentes na internet, podem ser de grande utilidade na realização de produções de trabalhos no âmbito do ensino e aprendizagem.
O stripcreater serve para realizar pequenas bandas desenhadas e o Wordle permite-nos produzir imagens com "nuvens de palavras", dos textos que introduzirmos.
Experimentem...
http://www.stripcreator.com/make.php
http://www.wordle.net/


Blogs

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Moodle



O Moodle é uma ferramenta de gestão de cursos à distância e um software desenhado para ajudar educadores a criar cursos online de qualidade. O Moodle é uma ferramenta do tipo LMS (Learning Management Systems, que significa Sistemas de Gerenciamento de Aprendizagem) ou ambientes virtuais de aprendizagem. Esta metodologia de aprendizagem tem várias vantagens, nomeadamente no que diz respeito à dinamização da comunicação entre professores/alunos e alunos/alunos, na divulgação e organização de documentos e materiais, na informação de iniciativas e projectos de turma ou de escola e, principalmente, na mudança que se faz sentir ao nível das actividades das diferentes áreas curriculares disciplinares e não disciplinares.

A WebQuest como um recurso ao processo ensino e aprendizagem

A WebQuest tem vindo a impor-se como uma metodologia de utilização didáctica da informação disponível na World Wide Web, orientando os alunos na selecção, organização e transformação da informação e na construção conjunta de conhecimento. A implementação de WebQuests como uma metodologia na sala de aula, orienta os alunos na construção do conhecimento.

domingo, 17 de maio de 2009

Internet na escola



Dominar as Tecnologias de Informação e Comunicação, é fundamental para enfrentarmos a sociedade dos dias de hoje. Aos professores, cabe a responsabilidade de conduzir os alunos a desenvolver competências que lhes possibilitem navegar no “labirinto virtual”, que é a Internet, não esquecendo o que realmente é importante (Marques, 1998; in Oliveira, Varandas & Ponte, 1999). Tal responsabilidade exige dos professores algumas competências, tais como, ter conhecimento das implicações sociais e éticas das TIC, ser capaz de usar de software utilitário e educativo, e ainda, de utilizar as TIC em situações de ensino e aprendizagem (Ponte e Serrazina, 1998).
As ferramentas que vão sendo utilizadas ao longo deste blog,com recurso à Internet, são de grande utilidade no processo ensino e aprendizagem,tornando as aulas mais apelativas, e através da plataforma Moodle, recorrer a um sistema de aprendizagem à distância.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

O que é a Matemática?


Seria possível dizer o que é a Matemática se esta fosse uma ciência morta. Mas a Matemática é, pelo contrário, uma ciência viva, que se encontra hoje, mais do que nunca, em rápido desenvolvimento, proliferando cada vez mais em novos ramos, que mudam não só a sua fisionomia, como até a sua essência.
(José Sebastião e Silva)

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Leonhard Euler



Leonhard Paul Euler (Basiléia, 15 de Abril de 1707 - São Petersburgo, 18 de Setembro de 1783) foi um matemático e físico suíço de língua alemã que passou a maior parte de sua vida na Rússia e na Alemanha. Euler fez importantes descobertas em campos variados nos Cálculos e grafos. Ele também fez muitas contribuições para a matemática moderna no campo da terminologia e notação, em especial para as análises matemáticas, como a noção de uma função matemática.

Todos conhecem o Sudoku, será que sabem quem o criou?

Sudoku é um puzzle jogado com papel e lápis que requer apenas a manipulação lógica dos números de 1 a 9. Estes são inseridos numa grelha quadrada de 9x9, que por sua vez é reorganizada em nove quadrados 3x3. Cada número só pode ser escrito uma vez em cada linha, coluna ou quadrado 3x3. O seu nome pensa-se que deve remontar aos quadrados mágicos que o matemático suíço Leonhard Euler estudou.Sabem quem foi?Leiam a mensagem seguinte.


Tecnologia e Multimédia


O Princípio da Tecnologia
A Tecnologia é essencial no ensino e na aprendizagem da matemática, pois proporciona imagens visuais das ideias matemáticas, facilitam a aprendizagem das suas competências e servem de apoio a investigações realizadas pelos alunos. Quando se disponibiliza aos alunos ferramentas tecnológicas, estes podem aprender mais sobre matemática e de uma forma mais aprofundada. Contudo a tecnologia não deve substituir a compreensão e a intuição elementar, mas sim deve ser utilizada para a estimular. A tecnologia deve apoiar um ensino da matemática mais eficaz, se usada de forma adequada (NCTM, 2007).

domingo, 19 de abril de 2009

Ainda, sobre este blog...


O termo “blog” é a abreviatura do termo original da língua inglesa “weblog”, que parece ter sido utilizado pela primeira vez em 1997 por Jorn Barger (Gomes, 2005). Hoje em dia, e ainda segundo Gomes (2005), encontramos uma imensa diversidade de blogs na Internet, sobre muitos e variados temas, que caracterizados por serem um recurso e uma estratégia pedagógica, podem assumir a forma de portefólios digitais, espaços de debate, integração, intercâmbio e colaboração. Deste modo e na linha de pensamento de Gomes e Lopes (2007), pretendo com a criação deste blog encontrar uma outra forma de aprender, de ensinar, de partilhar, de publicar e de comunicar.

Portefólios digitais


Segundo Lobo (2004), o portefólio é um elemento indispensável no processo educativo dos alunos, pois permite recolher toda a informação e documentos usados na aprendizagem, assim como a trajectória que percorreu com autonomia.
Depois de ter explorado um pouco sobre portefólios, encontrei um site de interesse, que me permitiu ficar mais esclarecida sobre esta metodologia de trabalho.
http://www.mocho.pt/Ensino/recursos/portfolios/
Este site contém vários apontadores em Português e Inglês, com muita informação na área da educação.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Maurits Cornelis Escher

Uma experiência, uma ferramenta, uma apresentação, o Moviemaker,.

video

M. C. Escher

"Confrontando os enigmas que nos rodeiam e considerando e analisando as observações que fazia, terminei nos territórios da Matemática. Apesar de não possuir qualquer conhecimento ou treino nas ciências exactas, sinto muitas vezes que tenho mais em comum com os matemáticos do que com os meus colegas artistas."
M. C. Escher, 1967

domingo, 5 de abril de 2009

Portefólios


O portefólio é, segundo Gomes (2006), reconhecido por muitos educadores como uma estratégia de melhoria das aprendizagens, um instrumento de avaliação ou um instrumento de desenvolvimento pessoal. Contudo para esta autora um portefólio de aprendizagem é também em simultâneo um portefólio de avaliação, pois o que se pretende avaliar são “as aprendizagens efectuadas pelos alunos não só em termos de produtos mas também de processos” (p. 296).
Segundo Barrett, no processo ensino e aprendizagem, o portefólio do aluno representa o trabalho que este realizou ao longo de um determinado período de tempo, juntamente com as reflexões desse mesmo trabalho (Alves & Gomes, 2007).
Hoje em dia o portefólio é um registo de diversos indícios de percursos de aprendizagem e das preferências tomadas no seu decorrer ( Campaniço & Ramalho, sd). Esta vertente, com características próprias,impõe uma concepção avaliativa inovadoara, sobre o processo ensino e aprendizagem.

sexta-feira, 13 de março de 2009

Sobre este Blog

Este blog pretende ser um espaço de reflexão no âmbito da disciplina de mestrado Educação e Tecnologia Multimédia. É também uma ferramenta de exploração que será utilizada para a divulgação de um portefólio desta área disciplinar e de materiais de interesse para a Matemática.Pretende-se com esta ferramenta uma reflexão sobre os objectivos propostos pela docente, nomeadamente:conhecer os principais programas e iniciativas nacionais no domínio das tecnologias da informação e comunicação na educação; reconhecer as exigências actuais em termos de competências profissionais dos professores neste domínio; caracterizar as principais modalidades de utilização das tecnologias da informação e comunicação na educação; perspectivar utilizações educacionais dos principais serviços de comunicação via Web; perspectivar utilizações educacionais das principais modalidades de publicação de informação na Web; dinamizar ambientes online de aprendizagem.